Home/Cefaleia/Descubra como tratar cefaleia tensional

Descubra como tratar cefaleia tensional

Descubra como tratar cefaleia tensional

Encontrar uma forma de como tratar cefaleia tensional é o sonho de muitas pessoas. Vários pacientes que chegam ao meu consultório já passaram por diversos tratamentos, mas até agora não conseguiram se livrar das fortes dores de cabeça.

Se você também passa por este tipo de transtorno, aqui pode estar a solução para o seu problema.

Antes de falar sobre as diversas formas de como tratar cefaleia tensional, precisamos investigar mais sobre as suas causas. Certo!?

Sortuda é aquela pessoa que nunca sofreu uma crise de dor de cabeça. Estas dores vão e voltam, sem fim, atormentando a qualidade de vida de qualquer um.

A Sociedade Brasileira de Cefaleia (SBC) afirma, em seu site, que pessoas que sentem dores de cabeça mais de três vezes no período de um mês devem buscar orientação de um médico.

Um levantamento da SBC fez uma revelação surpreendente: mesmo que as dores afetem a vida de boa parte da população brasileira, uma pequena parcela procura ajuda médica. E o que mais chama a atenção é que, destes poucos pacientes que recebem orientação, uma parcela ainda menor segue o tratamento indicado.

Diante deste quadro, como tratar a cefaleia?

A cefaléia tensional representa uma das doenças mais comuns da sociedade moderna, pela sua alta prevalência, que representa de 70 a 80% entre as dores de cabeça.

Como vimos em outro artigo, sobre os principais sintomas da enxaqueca, que é uma das consequências da cefaleia, existem alguns fatores que podem causar as indesejáveis crises de dores de cabeça.

Fatores como insônia, estresse, má alimentação, noites mal dormidas e ansiedade são alguns dos gatilhos que podem provocar o surgimento de dores insuportáveis na região da cabeça. Inclusive, saiba que o bruxismo, aquele rangimento involuntário dos dentes, pode também ser um dos motivos das suas crises de cefaleia do tipo tensional viu!

Como tratar cefaleia tensional?

Algumas medidas você pode tomar em sua vida para eliminar os fatores de risco que provocam o surgimento da cefaleia.

A primeira de nossas dicas de como tratar cefaleia tensional é: descanse. A correria do dia a dia nos obriga a ficar online 24h, seja no computador ou mesmo através do celular. A tela da TV nos prende para acompanhar a série favorita, o youtuber do momento ou a novela em exibição.

Inconsciente, nosso cérebro continua trabalhando, recebendo informações, sem desligar.

Reserve um tempo para você. Descanse! Vá à praia, ouça sua música favorita, faça meditação. Estas atividades servirão para que você encontre o equilíbrio físico e mental.

Cuide do seu sono! Quer saber como tratar cefaleia tensional e evitar o surgimento de novas crises? Uma dica básica é observar a qualidade do seu sono. Dormir em locais com muito barulho ou iluminação fará com que seu cérebro não descanse. Você terá breves cochilos, mas não entrará em sono profundo.

Cada pessoa tem um tempo diferente de descanso. Alguns precisam dormir 6 horas por noite, outros só descansam se adormecerem por 8 horas. Independentemente de quanto tempo você precise dormir para relaxar, observe se nos últimos dias este tempo tem sido respeitado.

Veja também a qualidade da sua cama e analise as interferências que existem no seu quarto. Será que é hora de trocar o colchão? Experimente também desativar a internet do seu celular e ter uma noite tranquila de sono.

Cuide da sua alimentação! Com tantas coisas para fazer, sobra alguns minutos para fazer seu almoço. Entre uma reunião e outra, um relatório e outro, depois de um trânsito caótico, você chega em casa e vai direto aos congelados ou fast food. Como seu corpo vai reagir a isso?

Claro que ele vai te cobrar uma hora ou outra!

Lembre-se que quanto mais estressante for sua rotina, mais atenção você terá que ter com a sua alimentação.

O corpo humano é uma máquina perfeita e que exige algumas coisas para funcionar bem. Principalmente se você sofre de enxaqueca ou cefaleia.

Estes são sinais que o seu organismo está emitindo sobre algo que não está em pleno funcionamento. Assim como o sono e o descanso, cuidar da alimentação é uma das formas de tratar a cefaleia tensional.

Aqui não estamos falando de dietas, mas sim de ter um cardápio rico, colocar frutas e legumes em suas refeições e evitar o consumo exagerado de um determinado alimento. Vá com moderação e seu corpo responderá com sinais positivos.

Massagem e alongamento – Muitas vezes uma simples dor de pescoço começa a incomodar, atrapalhando a sua rotina e depois dificulta o seu sono.

O mesmo pode acontecer com aquele famoso cochilo em cima do braço, que no dia seguinte gera muitos incômodos.

Nossa última dica de como tratar cefaleia tensional é de dar atenção aos músculos do seu corpo. Ao acordar, faça um alongamento, procure esticar seus membros e fazer “aquecimento” para o dia que vai surgindo.

Se puder, invista em daquelas bolas para prática de pilates. Elas ajudam a você fazer um alongamento e arrumar a sua postura, além de evitar que nervos fiquem atrofiados.

Se tiver condições, sugiro também que procure pelo trabalho de um massagista profissional e veja qual dos métodos funciona melhor para você. Ele irá atuar em diversos nervos, reduzindo as tensões e proporcionando um relaxamento melhor.

Estas são minhas quatro dicas de como tratar a cefaleia tensional em seu princípio.

Outras formas de tratar cefaleia tensional

Além de implementar as nossas dicas para melhorar a sua qualidade de vida, sugiro que você procure a ajuda de um especialista para diagnosticar as causas e também o tratamento mais adequado para a sua dor de cabeça.

Atuando há mais de 20 anos em consultório odontológico, durante os meus estudos descobri que pacientes diagnosticados com bruxismo de vigília, um tipo de rangimento de dentes durante o dia, pode ser um dos causadores da cefaleia tensional.

Eu analisei várias pesquisas de outros médicos e descobri que ao corrigir este problema odontológico as crises de cefaleia reduziram muito em pessoas que sofrem deste tipo de cefaleia.

Ao aplicar o meu método em 150 pacientes, 80% deles conseguiram reduzir a frequência e intensidade das crises de cefaleia. Você pode ser um deles!

Entre em contato e agende uma visita ao meu consultório!

O sucesso do meu tratamento (DIVA®) se deve a uma associação de técnicas terapêuticas consagradas e eficientes na abordagem de pacientes portadores de dores crônicas na região da cabeça, como as cefaleias, enxaquecas, disfunção das ATM, entre outras.

Analisaremos se as suas crises de cefaleia tensional estão relacionadas ou não com alguma hiperatividade muscular. Vamos analisar as atividade dos músculos da face em várias situações nas quais você se encontra no seu dia dia.

Nestes testes, detectamos as atividades incomuns dos músculos e introduzimos o equipamento feito sob medida para o caso do paciente. Este dispositivo vai atuar, sinalizando ao cérebro toda atividade inconsciente fora do normal, fazendo com que o você absorva estes sinais, restabelecendo os movimentos naturais e reduzindo a hiperatividade muscular.

Ficou interessado? Quer saber mais como tratar cefaleia tensional?

Essa técnica que desenvolvi serve para tratar pacientes portadores de dores crônicas na região da cabeça, como as cefaleias, enxaquecas, disfunção das ATM, entre outras.

O uso de dispositivos intra orais (como é o caso do DIVA®) associados aos conceitos do biofeedback constituem, segundo pesquisas mais recentes, a maneira mais eficiente de reverter e controlar certos hábitos nocivos, como o bruxismo de vigília.

Este tipo de bruxismo está sendo apontado como um dos grandes responsável pelo desencadeamento e manutenção de muitas dores orofaciais que geram tanto sofrimento, como são os casos da cefaleia tensional e da enxaqueca.

Agora que você já compreendeu melhor como tratar cefaleia tensional, aproveite e veja também os principais sintomas da enxaqueca.

2018-08-31T12:39:47+00:00