Disfunção ATM 2017-08-22T14:22:33+00:00

Sofre com Dores de Cabeça?

A origem da sua dor pode estar relacionada com a disfunção da ATM (articulação temporomandibular). Essas dores estão entre as que mais afligem a população. Conheça o inovador tratamento que:

  • Controla as Dores;

  •  Não invasivo;

  • Sem uso de substância química;

  • Nenhuma contra Indicação.

Conheça o tratamento.

DEFINIÇÃO

A DTM (Disfunção Temporomandibular) é a causa mais comum de “dor não dentária” na região da face. Sua prevalência é de 5-7% na população, com uma incidência de 60% e 90% para pacientes do sexo feminino. A idade de prevalência fica entre 30 e 50 anos e, em 80% dos casos, a origem é muscular.

A etiologia das Disfunções Temporomandibulares (DTM) tem sido definida de várias maneiras, podendo ser classificada como multifatorial, biopsicossocial e/ou idiopática, o que mostra que sua causa permanece desconhecida ou especulativa. Contudo, as pesquisas mais recentes nos levam a acreditar que o hábito parafuncional (isto é, não relacionado à execução das funções normais), tal como o bruxismo, do sono ou de vigília (que consiste em movimentos involuntários ritmados e espasmódicos de ranger ou apertar os dentes), tem uma posição de destaque no desencadeamento e manutenção destes distúrbios.

Com a confirmação de uma etiologia multifatorial, os tratamentos de escolha para a DTM (Disfunção Temporomandibular) e Dor Orofacial, passaram a seguir uma linha mais conservadora com tratamentos reversíveis, não invasivos e econômicos do ponto de vista biológico e financeiro e que tem um índice de sucesso que se aproxima de 80%.

SINAIS E SINTOMAS

  • Dor e tensão na mandíbula
  • Incômodo e dor dentro e em volta da orelha
  • Dificuldade ou desconforto para mastigar
  • Dor na região da face
  • Dores de cabeça
  • Mordida desconfortável
  • Zumbido nos ouvidos
  • Travamento da articulação, dificultando ou
    impossibilitando a abertura e a mastigação
  • Cervicalgia: dor no pescoço, nuca e parte
    superior das costas

A DTM pode também estar associada a ruídos na articulação tais como estalos ou crepitação (sensação de “grãos de areia” no ouvido) durante a abertura ou a mastigação.

Quando procurar um especialista? Se você tiver um desconforto ou uma dor constante na sua ATM, se você sofrer de dor oro-facial e ruídos (estalos ou crepitação) persistentes quando mastiga ou mexe a boca ou se não conseguir abrir ou fechar a boca normalmente, procure um especialista na área. Este profissional poderá avaliar o quadro clínico e orientá-lo no tratamento.

CAUSAS

As DTM´s podem ocorrer quando:

  • o disco articular se desgasta ou sai de seu próprio alinhamento
  • a articulação é danificada por um trauma físico
  • os músculos que estabilizam a articulação entram em fadiga devido a uma sobrecarga, o que pode ocorrer se você tem o hábito de apertar ou ranger os dentes

Porém, em algumas situações a causa das DTMs não é clara.

FATORES DE RISCO

As DTM´s ocorrem mais freqüentemente em mulheres entre
30 e 50 anos, porém outros fatores podem estar associados:

  • Bruxismo (apertamento e/ou rangimento dos dentes)
  • Artrite reumatóide
  • Fibromialgia
  • Trauma na face ou na boca
  • Deformidade congênita das estruturas ósseas

TRATAMENTOS

Em alguns casos, os sintomas de DTMs desaparecem sem necessidade de tratamento.

Se os seus sintomas persistem, um especialista em DTM e Dor Orofacial terá de analisar o quadro clínico e assim prescrever a terapêutica mais adequada para o seu caso (normalmente reversível e não invasiva) como:

Se os seus sintomas de DTMs pioram nos períodos de mais tensão e ansiedade, a recomendação é que você, com a ajuda do profissional, identifique os fatores de estresse, modifique os hábitos comportamentais negativos, aprenda técnicas de relaxamento e gestão de estresse.

Se os seus sintomas de DTMs pioram nos períodos de mais tensão e ansiedade, a recomendação é que você, com a ajuda do profissional, identifique os fatores de estresse, modifique os hábitos comportamentais negativos, aprenda técnicas de relaxamento e gestão de estresse.

Se você range ou aperta os seus dentes, a placa de resina rígida pode ajudar a diminuir este habito (durante um período), bem como, proteger os dentes do desgaste e dos traumas associados ao bruxismo.

  • Antiinflamatório não esteroidal (AINS)
    Podem ajudar nos casos de inflamação articular severa.
  • Antidepressivo tricíclico
    Antidepressivos como a amiltriptilina ou nortriptilina, tomados antes de dormir, provaram uma boa eficácia na diminuição da sintomatologia das DTMs, porém estas drogas causam certa dependência e o seu uso deve ser interrompido gradualmente
  • Relaxantes musculares
    Podem ajudar na diminuição dos sintomas das mialgias associadas as DTMs.

Ortodontia, reabilitação oclusal e cirurgias, não devem ser realizadas antes do desaparecimento da sintomatologia dolorosa.

É um tratamento reversível, não invasivo, que não requer o uso de nenhuma substancia química e que, por consequência, não apresenta praticamente nenhuma contra indicação.
O tratamento se baseia no uso de um dispositivo (patente já depositada) o DIVA -Dispositivo Interoclusal de Vigília – que, através de “biofeedback”, ajuda o paciente a monitorar, em tempo real, a sua condição muscular e articular

VOCÊ, COMO MILHARES DE BRASILEIROS, SOFRE COM ESSAS DORES?

AGENDE UMA CONSULTA!