Sente dor no maxilar ao abrir a boca? Saiba agora os principais motivos

Sente dor no maxilar ao abrir a boca? Saiba agora os principais motivos

Sente dor no maxilar ao abrir a boca? Saiba agora os principais motivos

Você sente dor no maxilar ao abrir a boca? Há estalos? O maxilar trava? Muitas pessoas são surpreendidas com estes sinais e, por causa da falta de conhecimento, não procuram tratamento para solucionar o problema.

Uma pesquisa realizada pela Sociedade Brasileira para o Estudo da Dor (SBED) constatou que cerca 30% dos brasileiros que procuram algum médico não especializado sofrem com o agravamento das dores crônicas.

Isso ocorre porque muitos profissionais infelizmente ainda não estão preparados para tratar as causas reais dessa disfunção da Articulação Temporomandibular (ATM).

“Quando mastigo ou abro muita a boca, sinto um estalo na região do ouvido e, às vezes, dói.”

Recebo diversos pacientes com depoimentos similares a este acima, eles sentem dor no maxilar ao abrir a boca com muita frequência, mas demoram a procurar um especialista em DTM e Dor Orofacial para solucionar o seu problema.

Neste post, vamos tirar todas as suas dúvidas sobre a dor no maxilar ao abrir a boca. Vamos também falar a respeito do significado da ATM, do que é DTM, seus sintomas, como é feito o diagnóstico e quais as opções para tratamento.

Afinal de contas o que é a ATM?

ATM é a sigla que identifica a articulação temporomandibular que é responsável pelos movimentos da mandíbula para abrir e fechar a boca.

As dores no maxilar ao abrir a boca estão entre as que mais afetam as pessoas, além de apresentar sintomas que podem se confundir com outras doenças crônicas. Daí a necessidade de procurar um dentista especialista em DTM e Dor Orofacial.

A ATM liga o maxilar ao crânio, sendo uma das articulações mais melindrosas do organismo humano. É responsável por mover a mandíbula para todos os lados, por mastigar, falar, engolir….

Quando a ATM sofre uma alteração, seja por impactos, desgaste, ranger os dentes e outros fatores, a pessoa desenvolve uma disfunção temporomandibular, popularmente conhecida como DTM.

Daí vêm as constantes dores na região, as cefaléias tensionais entre outros sintomas.

Quais são os sintomas da DTM?

A dor no maxilar ao abrir a boca é um dos sintomas mais comuns da DTM. Mas a disfunção temporomandibular pode aparecer junto com outros sintomas. Veja alguns:

  • dificuldade para movimentar a boca
  • dor ao bocejar
  • dor ao mastigar
  • maxilar travado
  • fraqueza nos músculos faciais
  • dor de cabeça

Tenha em mente que o conjunto desses sintomas não lhe dá a certeza de um diagnóstico de disfunção da ATM, pois tudo deve ser avaliado por um dentista especialista em ATM.

O que causa a DTM?

A DTM (Disfunção Temporomandibular) é o motivo mais comum do surgimento de dores crônicas, sobretudo na região da face. Geralmente, ocorre entre 5% a 7% da população. E, dentre eles, acomete de 60% a 90% mulheres com idade entre 30 e 50 anos.

Em meus estudos, descobri que o bruxismo de vigília, pode acarretar no aparecimento da cefaleia tensional que, em casos mais graves, provoca enxaqueca. Por isso, se você apresentar alguns destes sintomas ou tiver algum conhecido com este problema, é aconselhado buscar um profissional especializado em Dor Orofacial.

Outro fator muito comum é a ansiedade. Cerca de 80% das DTM são originadas deste problema. Outra pesquisa sobre ansiedade e depressão também confirma que 50% das pessoas sofre de algum transtorno emocional (bipolaridade) e 45 % são ansiosas e apresentam quadros de dores crônicas.

Já expliquei aqui no blog algumas iniciativas para melhorar sua qualidade de vida e aliviar a enxaqueca.

Como é feito o diagnóstico?

Ao receber um paciente com dor no maxilar ao abrir a boca em meu consultório, realizo uma pesquisa de comportamento para entender os seus hábitos. O histórico do paciente também pode ser muito útil. Fatores como dores crônicas na face, tomadas frequentes de medicamentos, distúrbios psicossociais, fraturas nos dentes, entre outros são importantes para o diagnóstico.

Depois, aplico um teste para medir a atividade dos músculos da face em várias situações nas quais ele se encontra no seu dia a dia.

Nestes testes, detectamos as atividades musculares incomuns e introduzimos o equipamento feito sob medida para o caso do paciente. Este dispositivo vai atuar, sinalizando ao cérebro toda atividade inconsciente fora do normal, fazendo com que o usuário absorva estes sinais e restabeleça os movimentos naturais, reduzindo a hiperatividade muscular.

80% dos meus pacientes conseguiram reduzir muito a dor que sentiam depois de três meses usando o dispositivo inovador que patentei, chamado DIVA (Dispositivo Interoclusal de Vigília).

Ficou interessado? Quer saber mais meu tratamento? Agende agora uma consulta. Veja mais informações sobre nosso tratamento inovador contra DTM e dor no maxilar ao abrir a boca.

Qual é o tratamento?

Tenho mais de 20 anos de atuação em odontologia e me especializei em tratamentos de DTM e Dor Orofacial.

Ao longo dos meus estudos eu descobri uma relação direta do Bruxismo diurno (ou de vigília), com as DTMs, o surgimento de cefaleia tensional e outros tipos mais agressivos de disfunção, chegando a provocar enxaqueca em muitos pacientes.

Eu criei um método de reversão de hábitos (biofeedback),através do uso do DIVA ( Dispositivo Interoclusal de Vigília)  que já foi testado em mais de 150 pacientes e proporcionou uma melhora nos sintomas em 80% dos meus pacientes.

A maioria dos pacientes que chega ao meu consultório já passou por diversos outros métodos, sem sucesso e continuam sofrendo com dor na região da cabeça.

Se você estiver em São Paulo, entre em contato conosco e agende uma visita para analisarmos o seu caso e poderei então estabelecer qual é o melhor procedimento para tratar, reduzir ou eliminar a sua dor no maxilar ao abrir a boca.

Se você achou que este artigo sobre dor no maxilar ao abrir a boca foi útil ou é interessante para algum amigo, compartilhe ele em suas redes sociais.

2018-10-19T21:01:29+00:00