Quais são os sintomas da enxaqueca?

Quais são os sintomas da enxaqueca?

Dor de cabeça pode causar um grande sofrimento e só quem já teve algum dos sintomas da enxaqueca sabe o alívio incrível de se livrar finalmente de uma de suas crises.

Marteladas na cabeça, pressão, dor nos músculos, na mandíbula e quando a dor vai embora, temporariamente, uma sensação de bem-estar altíssima.

Isso soa familiar para você?

Existem mais de cem tipos de dores de cabeça conhecidas pela ciência, sendo que a enxaqueca talvez seja a mais conhecida.

Um relatório recente do Ministério da Saúde revelou que a enxaqueca afeta 15% da população brasileira, cerca de 31 milhões de pessoas. Diante desta gravidade, entender quais são os sintomas da enxaqueca torna-se necessário para buscar um tratamento adequado.

Quais são os sintomas da enxaqueca mais comuns?

Detalhamos abaixo 16 sintomas diferentes da enxaqueca que costumam aparecer nas pessoas que sofrem com essa doença. Estes são os mais comuns:

  • Crise de dor de cabeça (cefaleia) durando de quatro a 72 horas, unilateral e pulsátil;
  • Náusea;
  • Vômitos;
  • Bocejos;
  • Irritabilidade;
  • Sensibilidade à luz;
  • Sensibilidade ao som;
  • Sensibilidade ao movimento do corpo ou do ambiente;
  • Tontura;
  • Fadiga;
  • Mudanças de apetite;
  • Problemas de concentração, dificuldade para encontrar as palavras;
  • Dor de cabeça intensa, com duração média de 3 horas e que pode permanecer durante 72 horas;
  • Dor intensa e latejante que incide mais sobre um lado da cabeça;
  • Alterações no sono e alimentação;
  • Enjoo;
  • Visão ofuscada ou manchas de luz no campo de visão;
  • Sensibilidade a certos cheiros, como perfumes ou cigarro
  • Aumento da dor durante a realização de atividades do dia a dia, como subir ou descer escadas, andar de carro ou agachar.

As crises de enxaqueca costumam ocorrer com muita frequência, com dores insuportáveis surgindo mais de uma vez por mês, em alguns casos, até mais de uma vez por semana.

Você reparou que os sintomas da enxaqueca estão concentrados, na maioria, na região da face? Foi justamente por identificar a concentração das dores nesta parte do corpo que eu resolvi pesquisar sobre a enxaqueca, suas causas e tratamentos.

Ao analisar diversos estudos, descobri que o bruxismo de vigília, uma espécie de hiperatividade muscular, provoca Cefaleia do Tipo Tensional, que por sua vez, era um dos gatilhos que faz surgir a enxaqueca.

O que é este tal de bruxismo de vigília?

O bruxismo é caracterizado pelo rangimento, apertamento e encostamento dos dentes, causando a hiperatividade dos músculos (nervos) da mastigação – masseter e temporal, que provoca uma desordem funcional, que faz você bater ou travar os dentes. Ele é classificados em dois tipos: bruxismo do sono e bruxismo de vigília.

O bruxismo do sono, como o próprio nome já diz, ocorre enquanto a pessoa dorme. Difícil de diagnosticar, ele só é percebido quando algum companheiro do paciente detecta o ranger dos dentes ou ainda quando complicações aparecem.

Já o bruxismo de vigília (ou diurno) é detalhado como uma atividade parafuncional oral caracterizada por apertamento dentário. contrações prolongadas dos músculos durante a mastigação e ao longo do dia, de forma involuntária.

Dos dois tipos que existem, o bruxismo de vigília, sendo de baixa ou alta intensidade, está se tornando um dos grandes fatores de risco para vários distúrbios, tais como dores faciais, zumbidos e barulhos estranhos no ouvido ou ainda Cefaleia do Tipo Tensional (CTT).

Quantas vezes você já esteve entre crises de dor de cabeça em um tempo superior a quatro horas por vários dias consecutivos? Ou algum amigo ou parente? Ou com dores intensas por cerca de três horas, mas permanecendo por quase três dias em situações mais extremas?

Pois é, estes acima são alguns dos sintomas da Cefaleia do Tipo Tensional. Sabemos que a CTT pode ser provocada por causa do bruxismo, e que, dependendo da intensidade, este tipo de cefaleia pode ainda provocar vômitos, náuseas ou mesmo dores na região da barriga e se transformar em enxaqueca.

Como você pode ver, a sua crise de enxaqueca pode ter surgido a partir de uma hiperatividade muscular. Ou ainda, este bruxismo que você percebeu, se não for tratado, pode se transformar em uma enxaqueca no futuro.

Encontrei alguns estudos recentes (2013 e 2015) que mostram que o bruxismo de vigília é o tipo mais prejudicial e um dos fatores que provoca aparecimento de uma Disfunção Temporomandibular (DTM).

Foi a partir daí que os meus estudos fizeram sentido. Afinal, se a pessoa possuir um distúrbio mandibular denominado bruxismo de vigília, que pode ocasionar em uma Cefaleia Tensional, que é um dos gatilhos da enxaqueca, logo, poderia encontrar uma solução para diminuir o sofrimento de muitos brasileiros.

Muitos pacientes que chegam ao meu consultório reclamam que sofrem de dores da enxaqueca há muito tempo. De fato, as pessoas que têm essa doença vivem ciclos de dores intensas, com maior e menor intensidade, com uma frequência muito alta, afetando a sua qualidade de vida.

Estes mesmos pacientes que me visitam reclamam que já pesquisaram muito sobre o assunto e também tiveram orientação de muitos especialistas, mas o sofrimento segue causando grande impacto em suas vidas.

Eles sempre me dizem: “li os textos sobre o seu tratamento e acho que você vai poder me ajudar!”

E se eu te disser que sim, existe uma grande possibilidade de redução do seu sofrimento?

Eu criei o método de reversão de hábitos (biofeedback), que já foi testado em mais de 150 pacientes e teve melhora em 80% dos casos.

Talvez você pense que essa probabilidade seja muito pequena: “Já testei de tudo, nada deu certo. A probabilidade de algo funcionar no meu caso não deve ser maior que 10%.”

Então tenho uma boa notícia: um dado objetivo baseado nos pacientes que usaram nossa metodologia inovadora revelou que aqueles que tinham grande sofrimento, provocado por uma Cefaleia do Tipo Tensional, na escala de 6,5 de dor, diminuíram para uma média de 2 em apenas três meses.

E mais, as crises de enxaqueca destes pacientes diminuíram para uma uma frequência muito menor do que a que ocorria antes do tratamento.

Eu tinha dores de cabeça quase todos os dias há mais de 10 anos. Era aquela dor irritante que começava depois do almoço e ia aumentando até o seu pico no final da tarde …”

Confira aqui vários depoimentos de pacientes que conseguiram melhorias significativas aqui.

Como funciona o meu tratamento

Como já disse, eu percebi que muitos pacientes que sofrem de dor de cabeça, do tipo cefaleia tensional, na verdade, também sofrem de Disfunção Temporomandibular (DTM) e Bruxismo de Vigília.

E, ao contrário do que muitos pensam, percebi que o bruxismo de vigília (diurno) é mais prejudicial do que o bruxismo noturno. O bruxismo diurno é cerca de 6 vezes mais frequente que o noturno, e ocorre com ainda mais frequência em pacientes portadores de dor na região da cabeça, que podem provocar surgimento de enxaqueca.

Na primeira visita do paciente ao meu consultório, fazemos um teste com eletrodos (eletromiografia) para medir a atividade dos músculos da face em várias situações nas quais você se encontra no seu dia dia.

Nestes testes, detectamos as atividades incomuns dos músculos (nervos) e introduzimos o equipamento feito sob medida para o caso do paciente. Este dispositivo vai atuar, sinalizando ao cérebro toda atividade inconsciente fora do normal, fazendo com que o usuário absorva estes sinais, restabelecendo os movimentos naturais e reduzindo a hiperatividade muscular.

80% dos meus pacientes conseguiram reduzir muito a dor que sentiam depois de três meses usando o dispositivo inovador que patentiei, chamado DIVA (Dispositivo Interoclusal de Vigília).

Ficou interessado? Veja mais informações sobre nosso tratamento inovador contra DTM e o Bruxismo de Vigília.

As pessoas que buscam tratamento contra os sintomas da enxaqueca, geralmente, iniciam por meio de uma avaliação de um neurologista, médico que estuda e trata os distúrbios estruturais do sistema nervoso.

Entretanto, como vimos, existem diversos fatores que provocam o surgimento da enxaqueca, um deles é o bruxismo de vigília.

A maioria dos pacientes que chega ao meu consultório já passou por diversos outros métodos, sem sucesso e continuam sofrendo com dores constantes.

Se este é seu caso, fique atento. 4 a cada 5 pessoas que usaram o DIVA tiveram redução nas dores.

Gosto sempre de destacar aos meus pacientes a 3 regras de 3 do meu tratamento.

O que é o tratamento:

  • Conselhos comportamentais
  • Dispositivos intra orais
  • Biofeedback

Como é o tratamento:

  • Não invasivo
  • Não medicamentoso
  • Reversível

Os objetivos do tratamento:

  • Conscientização dos maus hábitos
  • Reeducação do paciente
  • Melhora da qualidade de vida

Entre em contato e agende uma consulta, a solução para suas dores de cabeça pode estar aqui.

Se você achou que este artigo que esclarece quais são os sintomas da enxaqueca, que pode ser originada de uma DTM, foi útil ou é interessante para algum amigo, compartilhe ele em suas redes sociais.

Siga nossa página no Facebook e acompanhe novidades.

2018-08-31T12:09:10+00:00