DR. ALAIN HAGGIAG

  • Criador do método LIVA.
  • 20 anos de Experiência na área Clínica.
  • Membro da Câmara Técnica de Especialidade em DTM e Dor Orofacial do Conselho Regional de Odontologia- SP – CROSP
  • Membro da IASP: International Association for the Study of Pain
  • Membro da Sociedade Brasileira de Cefaleia
  • Membro da SBED : Sociedade Brasileira do Estudo da Dor
  • Membro do SBDOF: Sociedade Brasileira de Dor Orofacial
  • Pós-graduação no centro de tratamento em Disfunção da ATM e Dor Orofacial do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo.– FMUSP 
  • Especialista em Disfunção da ATM e Dor Oro-Facial pela faculdade de Odontologia de Paris (Faculté de Chirurgie Dentaire – René Descartes – Paris Montrouge – Paris V) Hospital Charles Foix Paris
  • Especialidade reconhecida pelo CFO – CROSP em 28/06/2007 (livro n. 46, Fls 190-V) sob o título de Disfunção Têmporo-Mandibular e Dor OroFacial
  • Atendimento ambulatórial em DTM e Dor Orofacial no Hospital Universitário da Faculdade de Odontologia da USP, até 2012
  • Assistente em Periodontia.
    Hospital Albert Chenevier – Paris V- França.
  • Assistente em Dentística Restauradora.
    Hospital Albert Chenevier – Paris V- França.
  • Idiomas: Francês – Inglês – Italiano.
  • Palestrante em Congressos nacionais e internacionais

CONGRESSOS

  • Setembro 2019Premiado como pesquisa mais importante no congresso EAOPD 2019, Amsterdã, Holanda
  • Setembro 2019: Palestrante no EFIC Congresso Europeu de DorSeptember 4-7, Valencia, Espanha
  • Setembro 2019: Palestrante no International Headache Congress (maior congresso  do mundo em cefaleia), September 5-8, Dublin, Ireland
  • Setembro 2018: Palestrante no 17th World Congress on Pain®  da IASP (International Association of Study of Pain ), September 12-16, 2018, Boston, USA, (maior congresso de dor do mundo) apresentando o estudo sobre o “uso do DIVA em pacientes portadores de Cefaleia”
  • Março 2018: Palestrante no 35th International Meeting em Bordeaux- França, apresentando o estudo sobre ouso do DIVA em pacientes portadores de Cefaleia”
  • Outubro 2017: Palestrante no Congresso Brasileiro de Cefaleia, tema: Bruxismo de Vigília e suas consequências clínicas.
  • 2017: Congresso da SBDOF
  • 2013-2014-2015 congressos de tratamento de dor do HC-FMUSP
  • Setembro 2012Participação no EACD (European Academy of Cranio Mandibular Disorders) – Paris
  • Agosto 2011 – Participação no Congresso da Academia Ibero-Latinoamericana de Disfuncíon Craneomandibular y Dolor Facial – AILDC
  • Junho 2011 – Congresso de Dor da USP – CINDOR – São Paulo

PALESTRAS

  • Setembro 2019: Palestrante no EFIC Congresso Europeu de DorSeptember 4-7, Valencia, Espanha
  • Setembro 2019: Palestrante no International Headache Congress (maior congresso  do mundo em cefaleia), September 5-8, Dublin, Ireland
  • Setembro 2018: Palestrante no 17th World Congress on Pain®  da IASP (International Association of Study of Pain ), September 12-16, 2018, Boston, USA, (maior congresso de dor do mundo) apresentando o estudo sobre o “uso do DIVA em pacientes portadores de Cefaleia”
  • Março 2018: Palestrante no 35th International Meeting em Bordeaux- França, apresentando o estudo sobre o “uso do DIVA em pacientes portadores de Cefaleia”
  • Outubro 2017: Palestrante no Congresso Brasileiro de Cefaleia, tema: Bruxismo de Vigília e suas consequencias clínicas.
  • Palestrante convidado do CRO-SP (Junho 2017), tema: Bruxismo de Vigília e suas implicações clínicas.
  • Palestrante convidado da APCD , tema: Bruxismo de vigília e sua relação com a dor Orofacial
  • Palestrante  do curso: “Uma nova visão das Disfunções Temporo Mandibulares” para a fundação CESP.
  • Palestrante convidado dos cursos de especialização em Implantodontia da APCD São Bernardo e da Unip, Prof. Responsável de Bortoli.
  • Participação do Congresso anual da EACD (European Academy of Cranio Mandibular Desorders) na França.
  • Palestrante da UNIDAS.
  • Participação a vários congressos da EACD na Europa.

REFERÊNCIAS NA INTERNET

  • Entrevista ao “Fala Brasil” da Record, Março 2019: https://www.youtube.com/watch?v=iU9n1ecajMQ
  • Entrevista na bandnews, Abril 2019: https://www.facebook.com/BandNews/videos/vb.502267346597124/599361573896258/?type=2&theater
  • Entrevista ao programa “Vocé bonita”, 2019: https://www.youtube.com/watch?v=kceAfuC-GW4
  • Entrevista Rede Vida, 2019: https://www.youtube.com/watch?v=LEX85p9g6z4
  • Entrevista na UOL, Março 2018: https://luciahelena.blogosfera.uol.com.br/2018/03/22/uma-forma-de-bruxismo-de-que-ninguem-desconfia-causa-a-maior-dor-de-cabeca/
  • Reportagem na “Isto é” Setembro 2017: https://istoe.com.br/novo-alivio-para-o-bruxismo/
  • CNESNet – Secretaria de Atenção à Saúde
    Cadastro no Ministério da Saúde.
  • Consultório Assistencial Odontológico para Adultos. Congregação Beneficente Sefardi Paulista.
  • LINCX – Serviços de Saúde
    Dores na Face – Os Distúrbios Funcionais Orofaciais.
  • SOMA Odontologia Integrada- Pindamonhangaba
    O Bruxismo nosso de cada dia.
  • Publi-infos Pratiques
    Guia Francês para São Paulo.
  • Fava Consulting – Dr. Luiz Roberto Fava
    Palestras – Qualidade de Vida.
  • Linked in.

ARTIGOS

Artigo do Dr Alain Haggiag publicado na revista da APCD (Associação Paulista de Cirurgião dentista) e em revistas eletrônicas especializadas em saúde.

Este foi o título de um artigo de capa do Wall Street Journal do dia 07/10/2008. Esta data lembra algo a vocês? Exatamente, estávamos no “olho do furacão”, no ápice da crise financeira , em pleno “crash” das bolsas de valores do mundo inteiro!!!! Mas, qual é a relação entre bruxismo e bolsa de valores????

Leia o Artigo completo em PDF.

Artigo publicado na Revista Super Saúde

“Doutor, há algumas semanas que acordo com o rosto cansado, com os músculos tensos e doloridos” ou então “Doutor, quando mastigo ou abro muito a boca, sinto um estalo na região do ouvido e as vezes dói” ou “Doutor, não consigo abrir a boca de forma reta e as vezes, ela trava!. Isto é grave? O que devo fazer?”….

Leia Artigo completo em PDF.

Na ultima reunião da AILDC (Academia Ibero Latino-americana de Disfunção Crânio Mandibular e Dor Orofacial), em Agosto 2011, muitos temas foram abordados, muitos avanços científicos foram alcançados, (principalmente no estudo da dor) e, como de costume na ciência, muitas perguntas ficaram sem resposta.

Porém, um assunto, em especifico, continuou gerando muitas dúvidas.

De fato, a associação Maloclusão / DTM foi novamente  debatida e as velhas e incômodas dúvidas voltaram a assombrar a mente de muitos profissionais que ali estavam…

Leia Artigo completo em PDF.

Introduction The nonfunctional habits of awake and sleep periods have been described as important risk factors in the development and prolongation of functional disorders and orofacial pain. Of these, awake bruxism seems to be the most harmfultothepatient;however,thepresenceofeachfactor amplifies the effect of the other. In fact, the two types of bruxism are not independently associated but interact additively [1,2]. Despite some similarities, awake and sleep bruxism have different etiologies and pathophysiologies [3] and should be seen as distinct entities [4]. A recent proposal for the definition of awake bruxism described it as a repetitive jaw-muscle activity characterized by the clenching or grinding of the teeth and/or the bracing or thrusting of the mandible during wakefulness and associated with prolonged duration of weak muscle contraction [5,6]. Lavigne [7] suggested that the prevalence of awake bruxism in the general population was about 20%. Winocur [8] reported that 70.9% of patients with sleep bruxism also suffered from awake bruxism. Sato [ 9] and Glaros [10] suggested that the percentage of time that a
person spends “touching” the teeth during the awake period is considerably longer than the time spent “clenching” the teeth. In addition, prolonged teeth contact, especially at lowlevelsof contraction, hasbeen associatedwith paininthemasticatorymusclesandtheskull[11,12]anda higherfrequencyofTMD[13,14].Satoshowedthat50%of patients with masticatory myalgia had a habit of keeping their teeth in contact during wakefulness [9]. Despitetheknowledgeabouttheproportionalassociation betweenparafunctional habits, emotional stress, and the increase in the dysfunction of muscle activity, many questions about the etiology of these muscular-skeletal disorders remain to be answered [15,16]. In relation to therapy, some studies, such as the one by Glaros [17], have suggested that the reduction of dental contacts, throughtechniquesofhabitreversion,couldbeapromisingmechanismforthereliefoffacialmusclehyperactivity and its associated hyperalgesia. Considering the relationship between pain, bruxism, and emotional stress, it was also observed that there was a correlation (64%) between muscle pain in the morning and muscle pain at the end of the previous day, which, in turn, had a correlation (56%) with the clenching of the….

ABSTRACT The relationship of bidirectional comorbidity between Chronic Migraine and pain in the cephalic segment led us to evaluate the improvement in reducing the pain in patients diagnosed with chronic migraine headache and awake bruxism, when undergoing treatment with a partial posterior interocclusal device designed for the management and control of awake bruxism through biofeedback. Method: Seventy-four patients were evaluated during the following periods: pre-treatment, seven, thirty, ninety, one hundred and eighty days and one year. The evaluation was carried out by measuring the pain in the pretreatment period and pain reduction after awake bruxism treatment, using clinical evaluation and numerical scales for pain. Results: Most of the patients who complained of headache migraine pain, masticatory myofascial pain, temporomandibular joint and neck pain experienced a significant reduction in overall pain, including headaches, between t0 and t30 (p

CONVÊNIOS

Você, como milhares de brasileiros, sofre com essas dores?

AGENDE UMA CONSULTA!