Entenda sua Dor 2017-08-22T14:18:30+00:00

DORES DE CABEÇA? ENTENDA SUA DOR

A DTM (Disfunção Temporomandibular) é a causa mais comum de “dor não dentária” na região da face. Conheça o tratamento inovador que:

  • Controla as Dores;

  • Não invasivo;

  • Sem uso de substância química;

  • Nenhuma contra Indicação.

Conheça o tratamento.

As dores orofaciais e as desordens da região da articulação temporomandibular (ATM), estão entre as dores que mais afligem a população, devido aos seus inúmeros sintomas que podem ser confundidos com outras patologias e, também ao desconhecimento dos profissionais que são freqüentemente procurados pelo paciente.

Entenda a dor na ATM

As disfunções temporomandibulares (DTM) são definidas como um termo coletivo que abrange as patologias associadas aos músculos da mastigação, a articulção temporomandibular (ATM) ou ambos.

Trata-se de dores músculo-esqueléticas faciais que podem ser agudas ou crônicas, de caráter progressivo e que comprometem as atividades mandibulares, como a mastigação.

A DTM (Disfunção Temporomandibular) é a causa mais comum de “dor não dentária” na região da face. Sua prevalência é de 5-7% na população, com uma incidência de 60% e 90% para pacientes do sexo feminino. A idade de prevalência fica entre 30 e 50 anos e, em 80% dos casos, a origem é muscular.

Os sintomas mais comuns das DTM (Disfunção Temporomandibular) são: a contração e dor nos músculos da mastigação, levando muitas vezes á cefaléias (de origem tensional) dor na articulação temporomandibular (ATM) presença de ruídos articulares limitação dos movimentos mandibulares e trajetória irregular no movimento de abertura e fechamento bucal

DISTÚRBIOS INTRA-ARTICULARES | VÍDEOS

animação movimento ATM normal

Animação da ATM em estado normal

ATM Normal

ATM Com Luxação e Redução

ATM Com Luxação e Sem Redução

CEFALÉIA

foto-cefaleia
  • A cefaléia, tipo tensional, representa uma das doenças mais comuns da sociedade moderna, pela sua alta prevalência, que representa de 70 a 80% entre as dores de cabeça.
  • Mais prevalente em mulheres do que em homens.
  • Os hormônios sexuais influenciam a CTT, que pode piorar na época menstrual, melhorar durante a gravidez e depois da menopausa.
  • Acomete maior número de indivíduos entre os 30 e 39 anos de idade justamente a faixa etária mais produtiva economicamente.
  • A cefaléia é o sintoma doloroso mais freqüente nas crianças com idade de 3 a 16 anos
  • Muitos estudos demostram que existe uma relação direta de causa e efeito entre o bruxismo e a CTT.
  • 70 a 80% dos pacientes portadores de DTM também reclamam de cefaléia.
  • O tratamento da DTM pode resultar num decréscimo significativo da cefaléia.

A limitação dos movimentos mandibulares e a alteração na trajetória de abertura e fechamento bucal, muitas vezes, estão associadas a uma luxação do disco articular (menisco) existente na ATM.

Dores musculares: mialgias na região do músculo masseter (região da bochecha) e do músculo temporal, devido a fadiga muscular, muitas vezes associada á hábitos parafuncionais.

Dores articulares: dor na região da articulação temporo-mandibular (ATM) associada a provável inflamação desta articulação (capsulite, por exemplo).

Você, como milhares de brasileiros, sofre com essas dores?

AGENDE UMA CONSULTA!